Inscrições para editais de investimento em curtas, longas e conteúdo para TV da RioFilme

11,5 Milhões de Reais. Esse é total de investimentos que recebe o edital título, cujo proponente deve ser Produtora de Cinema com inscrição no Rio de Janeiro. Além do financiamento, os escolhidos serão veiculados no Canal Brasil.

Não tem nem como criticar aquele amigo que fez as malas e #partiusudeste*. Claro que vemos um momento histórico de investimos e reais esforços para descentralizar a produção cultural brasileira. Mas a questão é que, quando vc coloca na ponta do lápis, o principal canal de cinema do país, pelo menos o mais “cultuado”, está fazendo sua seleção de conteúdo inédito para empresas que são sediadas no Rio da Janeiro. Ou seja, ser uma produtora carioca é uma vantagem quando pensamos em distribuição.

E não estou culpando ninguém, afinal, como culpa-los? Qual outra cidade tem investimentos parecidos na área? Mesmo aqui no RS, que goza de certo privilégio no cenário audiovisual nacional, temos a nossa disposição (pela primeira vez em muito anos) um edital de chamamento público da TVE, a tv estatal, que serve como intermediária para o  Fundo Setorial Audiovisual PRODAV 01/2012 – Linha B. Também está no no edital da TVE, que a entidade disponibiliza de 40 mil reais para a execução do mesmo.

 Ano passado o total do investimento só da RioFilmes foi 31 milhões. Destes, 10 milhões são oriundos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, que permite as empresas deduzirem até 20% do ISS devido ao município. Na cidade da Globo, Petrobrás, e tantas outras, não é de se espantar que seja a meca da produção audiovisual, onde está o tutu de fato. A Globo Filmes está lá, preciso dizer mais alguma coisa? A produtora do Walter Salles, do Meirelles.

Quando se compara as cadeias produtivas de cada estado, vemos que a distribuição do aparelho audiovisual do brasil, ainda está longe de ser nivelada.  Não há uma solução, e parece que a ANCINE está longe de atingir sua missão. Como a própria agência coloca na sua página de apresentação:  “a missão institucional da ANCINE é induzir condições isonômicas de competição nas relações dos agentes econômicos da atividade cinematográfica e videofonográfica no Brasil, proporcionando o desenvolvimento de uma indústria forte, competitiva e auto-sustentada”.

Para quem estiver interessado em  ler mais sobre o edital:  Inscrições para editais de investimento em curtas, longas e conteúdo para TV da RioFilme

*O Teatro Sarcáustico, grupo de porto alegre, fez um projeto muito interessante que provoca essa questão do “autoexílio” em capitais do sudeste para o crescimento (ou será até existência?) profissional. O site do projeto Passaporte para o Exílio tem várias entrevistas com artistas “exilados”  no RJ ou SP e outros materiais interessantes. Recomendo o clique!

Tags:, , , ,

Categorias: Editais

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s