Projeto Cultural x Projeto Social

interrogação-1024x768Seja em reuniões com organizações do terceiro setor ou seja nas palestras que ministro, sempre me vejo diante da seguinte pergunta: “afinal existe diferença entre um projeto cultural e um projeto sócio-cultural?” E, para espanto de muitos, minha resposta é positiva. E acrescento: as diferenças não estão apenas na apresentação do projeto, como também na gestão, monitoramento e avaliação.

Vamos por partes. Um projeto cultural é aquele que busca a produção de bem cultural. Claro que esse bem cultural irá transformar a sociedade que está inserido, ou pelo menos assim esperamos. Mas não é o resultado esperado, a finalidade do projeto. Essa transformação é subjetiva, e por isso mesmo não é traduzida em objetivos específicos, indicadores de impacto ou desempenho. No entanto, quando falamos de projetos sociais, estamos buscando a transformação social em primeiro lugar. No caso dos projetos sócio culturais, a ferramenta dessa transformação é a arte. Mas poderia ser o esporte, a educação, a saúde, a geração de trabalho, etc. A arte, esse bem cultural, é um instrumento dentro deste processo de transformação social, são as metas/etapas a serem galgadas para cumprir os objetivos geral e específicos, e seus indicadores de impacto e desempenho.

Vejamos o Ministério da Cultura, um ótimo exemplo pois existem os dois casos nas demandas de financiamento: existem linhas que buscam fomentar a produção cultural brasileira (projetos culturais) como por exemplo os projetos para Rouanet, Lei do Audiovisual, prêmios da FUNARTE, etc; e outras chamadas que buscam junto a sociedade civil uma parceria na execução de suas políticas públicas sociais (projetos sócio-culturais), como o edital de seleção de Pontos de Cultura, Prêmio Tuxáua, Prêmio Mídia Livre, entre outros. É importante estar atento, pois essa diferença de intencionalidade pode ser determinante para estabelecer a aprovação (ou não) de seu projeto.

E para finalizar, essa diferença é fundamental para avançarmos enquanto sociedade civil organizada, pois precisamos ser capazes de avaliar o desempenho e impacto de nossos projetos, que refletem nos indicadores da política pública que estamos co-gerindo com o governo.

Tags:, , ,

Categorias: Artigos, Rede de Cultura Solidária

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s